Pessoal

Pesquisa do site

ATENÇÃO:

Se está a ler esta informação, significa que não está a aceder a versão final deste site, porque:

Página de entrada

Notícias Destaque

CULTURA


Feira de Artesanato de Soure

FEIRA DE ARTESANATO DE SOURE

Inscrições para a Feira de Artesanato de Soure. [+]

No âmbito das Comemorações do 40º Aniversário do 25 de Abril de 1974, a Câmara Municipal irá desenvolver um vasto programa que abrange diversas iniciativas.
Integrada neste Programa realizar-se-á Feira de Artesanato de Soure, em espaço anexo ao Pavilhão Desportivo da Quinta da Coutada, nos dias 25, 26 e 27 de Abril.
A organização disponibilizará 60 stands (1m50cmX0,50cm), que serão atribuídos pela ordem de inscrição a Artesãos do Concelho.
Caso esteja interessado em inscrever-se, poderá descarregar a Ficha de Inscrição. Para tal deverá aceder a REQUERIMENTOS - Feira de Artesanato - Ficha de Inscrição

 

ORGÃOS DA AUTARQUIA


Presidência Aberta na Freguesia de Vila Nova de Anços

PRESIDÊNCIA ABERTA NA FREGUESIA DE VILA NOVA DE ANÇOS

14 e 15 de Março

Nos dias 14 e 15 de Março, a Presidência da Câmara Municipal de Soure esteve sedeada na Freguesia de Vila Nova de Anços, no âmbito da iniciativa “Presidência Aberta” cujo principal objectivo é avaliar e conhecer as valências e necessidades locais. [+]


Esta iniciativa é uma nova forma de “auscultação das populações e das forças mais vivas de cada Freguesia”, que o Presidente da Câmara Municipal de Soure, Mário Jorge Nunes, pretende privilegiar ao longo do primeiro ano de mandato. Para o edil, “é necessário fazer um diagnóstico da real situação do concelho, saber quais as suas dinâmicas quais as expectativas das pessoas”, salientando que isso se torna ainda mais importante a partir do momento em que há um “ se assiste a cortes sistemáticos relativamente ao investimento da administração pública”.
Acompanhado por uma delegação técnica do município o autarca fez um périplo pela Freguesia e realizou um levantamento exaustivo das suas necessidades, chegando à conclusão que é “urgente e prioritário” avançar com intervenções “no abastecimento de água e na limpeza das linhas de água” de Vila Nova de Anços.
Programa
A Presidência Aberta iniciou-se na sexta-feira, dia 14, com uma recepção na sede da Junta, presidida por Porfírio Quedas. De seguida, Mário Jorge Nunes e a sua delegação técnica fizeram uma visita à Escola Primária de Vila Nova de Anços, ao Jardim de Infância, à Extensão de Saúde e aos lugares de Barroco, Sanguinheira e Monte Vale Grande, visitaram ainda o Centro de Dia da IPSS de Vila Nova de Anços.
Para encerrar este primeiro dia de “Presidência Aberta”, o Presidente da Câmara Municipal esteve disponível para atender os munícipes da Freguesia na sede da Junta.
No sábado, o dia iniciou-se, com uma visita ao lugar de Ribeira da Mata, seguindo-se uma visita pela localidade de Vila Nova de Anços que se prolongou até à parte da tarde. Ainda durante a tarde, o autarca e a sua equipa técnica municipal visitaram as colectividades de Vila Nova de Anços. O dia encerrou novamente com o atendimento aos munícipes na sede da Junta de Freguesia entre as 18h00 e as 19h00.

Principais Intervenções
As prioridades na Freguesia de Vila Nova de Anços são a nível “do abastecimento de água e a limpeza das várias linhas de água”, por isso a Câmara Municipal de Soure, pretende avançar com intervenções urgentes, com o objectivo de “antes do próximo Inverno, minimizar o risco de cheias que assolam a Freguesia em dias de precipitação intensa”, explicou Mário Jorge Nunes.
Relativamente à qualidade da água, o edil referiu, que segundo análises efectuadas “é própria para consumo”, mas como apresenta “uma cor turva” a população diminuiu o seu consumo, daí a decisão de intervir nessa área. A autarquia pretende fazer “um investimento de cerca de 100 mil euros para melhorar a qualidade da água em vários locais da freguesia”, numa empreitada que estará concluída, segundo o autarca, “dentro de seis meses” e passará pela construção “de novos mecanismos de captação”. Mário Jorge Nunes adiantou ainda, que “estas prioridades foram consensuais” entre as várias “forças políticas com responsabilidades na freguesia”, sinal que reflecte “ a importância da iniciativa”.
O Presidente da Câmara de Soure e a sua delegação técnica identificaram ainda alguns problemas na via pública e que “são transversais às várias localidades”.
Vila Nova de Anços foi a quarta Freguesia a receber a “Presidência Aberta”, faltam ainda “ percorrer seis freguesias”, a próxima a acolher esta iniciativa será Alfarelos nos dias 11 e 12 de Abril.

 

ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA


Qualidade da água em Soure acima da média nacional

QUALIDADE DA ÁGUA EM SOURE ACIMA DA MÉDIA NACIONAL

Novembro de 2013

Relatório da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR) [+]

O relatório anual da qualidade da água para consumo humano referente ao ano de 2012, elaborado pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR), revela que a água fornecida pela Câmara Municipal de Soure é 98,40% segura, situando-se acima da média nacional.
O mesmo relatório revela, ainda, que nos últimos anos a percentagem de água controlada e de boa qualidade tem vindo a crescer de uma forma contínua no Concelho de Soure, registando uma variação de 0,27% entre 2012/2008 e de 0,33% entre 2012/2011.

Aquele relatório da ERSAR, enquanto autoridade competente para a qualidade da água destinada ao consumo humano, refere, também, que a Câmara Municipal de Soure, enquanto entidade gestora responsável pelo controlo da qualidade de água na torneira do consumidor, realizou 100% das análises exigidas pela legislação e de acordo com o Programa de Controlo da Qualidade da Água (PCQA) aprovado por aquela mesma Entidade Reguladora.

Sem prejuízo dos avanços obtidos e da melhoria crescente registada, a Câmara Municipal de Soure continuará a cumprir com rigor a frequência regulamentar de amostragem e o cumprimento dos valores paramétricos estabelecidos, tendo em vista a melhoria dos seus índices de qualidade da água fornecida aos seus munícipes.

 

ORGÃOS DA AUTARQUIA


Impostos Municipais - Beneficios para a Zona Histórica

IMPOSTOS MUNICIPAIS - BENEFICIOS PARA A ZONA HISTÓRICA

A Câmara Municipal de Soure aprovou por unanimidade, na última reunião do executivo, a proposta de fixação das taxas a aplicar no âmbito do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), que agora será submetida à aprovação da Assembleia Municipal. [+]

A referida proposta teve em conta a «evolução das receitas decorrentes dos Impostos Municipais e das Transferências do Orçamento do Estado para as Autarquias» bem como a «difícil situação económica e social em que o país e as famílias se encontram».
Assim, foram fixadas as taxas de 0,8% e 0,35% a aplicar, respectivamente, nos prédios urbanos não avaliados e avaliados nos temos do Código do IMI.
Por outro lado, considerando a deslocação progressiva de habitantes da zona histórica da vila para outras zonas e que o incentivo ao arrendamento, nomeadamente para fins habitacionais, «poderá ser decisivo para a fixação da população», a proposta prevê uma minoração/redução de 25% para os prédios urbanos da zona histórica de Soure e 15% para os prédios urbanos arrendados para fins habitacionais.
Contudo, tendo em conta que «os prédios urbanos devem apresentar um estado de conservação que lhes permitam cumprir satisfatoriamente a sua função e não constituir perigo à segurança de pessoas e bens» , foi aprovada uma proposta de majoração/agravamento de 25% para prédios urbanos degradados.
Já para prédios rústicos com área florestal em situação de abandono será aplicada uma majoração/agravamento de 100%. Para tal, o executivo considerou que tais prédios «aumentam significativamente os riscos de ignição e propagação de incêndios».
Na mesma reunião camarária, o executivo liderado pelo socialista Mário Jorge Nunes aprovou por maioria, com a abstenção dos vereadores eleitos pela coligação PSD/CDS-PP/PPM, propor à Assembleia Municipal manter a taxa de Derrama de 1,40% sobre o Lucro Tributável sujeito e não isento de Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas (IRC) de 2013, bem como manter a taxa de 0,00% para os sujeitos passivos (empresas) com um volume de negócios no ano anterior que não ultrapasse os 150 mil euros.
O executivo deliberou, também, manter a participação de 5% no IRS de 2013, relativo aos rendimentos dos sujeitos passivos com domicílio fiscal no concelho.
Para o efeito, a proposta teve em conta a «difícil situação económica e social que atravessamos», o «investimento público que está projectado e em curso» e a «progressividade das escalas do IRS como critério de equidade fiscal e de lógica social».
Foi tido em conta, também, «o acompanhamento e apoio permanentes por parte desta Câmara Municipal no domínio da Acção Social e a promoção de formas de ajudas concretas a famílias carenciadas».
A proposta viria a ser aprovada por maioria, com o voto contra da vereadora eleita pela CDU e a abstenção dos eleitos pela coligação PSD/CDS-PP/PPM.

 

ORGÃOS DA AUTARQUIA


Reuniões da Câmara

REUNIÕES DA CÂMARA

A Câmara Municipal de Soure deliberou, na sua reunião ordinária de 05 de Novembro, nos termos e para os efeitos do disposto no artigo 40 e n°. 2 do artº 49 da Lei nº 75/2013, de 12 de setembro que, as reuniões ordinárias da Câmara Municipal se realizam no Salão Nobre do edifício dos Paços de Concelho, quinzenalmente, na 2ª e 4ª semana de cada mês, à segunda-feira, com início, normalmente,às 9h00. A 1ª reunião será aberta aos Munícipes que a esta queiram assistir. [+]

 

 

 

Rotas Históricas de Soure

Um concelho com história, Um concelho em desenvolvimento